A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, e em parceria com o Conselho Tutelar estará realizando uma série de ações nos dias 17 e 18 de maio em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e do Adolescente. O objetivo é envolver toda a comunidade, da sede e dos distritos, além dos turistas, para orientar sobre os crimes, as penas e como agir e denunciar em casos de abusos e exploração sexual de crianças e adolescentes no município.

De acordo com a programação, no dia 17 de maio será realizado o seminário com o tema “As marcas violência: como identificar os sinais de um caso de abuso sexual contra a criança e o adolescente”. O evento terá início às 9 horas da manhã, na Câmara de Vereadores de Itacaré, e é aberto a toda a comunidade.

Já no dia 18 de maio será a vez do trabalho de orientação e conscientização no distrito de Taboquinhas. A idéia é fazer panfletagem, palestras com especialistas e o acompanhamento dos casos. A secretária municipal de Desenvolvimento Social, Patrícia Leal, destaca a importância de todos estarem juntos nesse trabalho de combater o abuso sexual, orientando as famílias e denunciando. As ações contam com o apoio de equipes do CREAS, CRAS e Programa Primeira Infância do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é celebrado anualmente em 18 de maio. De acordo com dados da Secretaria de Direitos Humanos, é assustador o número de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes no país. Por isso, foi criada esta data com o intuito de ajudar a combater este mal que destrói a vida de milhares de jovens todos os anos.

A escolha desta data é em memória do “Caso Araceli”, um crime que chocou o país na época. Araceli Crespo era uma menina de apenas 8 anos de idade, que foi violada e violentamente assassinada em 18 de maio de 1973. Este crime, apesar de hediondo, ainda segue impune. O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído oficialmente no país através da lei nº 9.970, de 17 de maio de 2000. No Brasil, o Disque 100 é um serviço gratuito disponibilizado pela Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República que registra denúncias anônimas de jovens que se sintam ameaçados ou que sofreram qualquer tipo de abuso ou exploração sexual.

divulgue

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here